Buscar
  • Eni Marçal

Os Pilares de um projeto de Governança Corporativa





Fonte: Sebrae

A Governança Corporativa no Brasil, teve um avanço na década de 80 com a criação do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa voltada basicamente às 300 maiores empresas do Brasil que também possuíam Fundos de Previdência Privada, com o intuito de uma maior transparência dos riscos financeiros e operacionais aos participantes e gestores, e aos investidores locais e estrangeiros.


Com o risco país atraindo novos investimentos as pequenas e médias empresas começaram a se multiplicar tornando-se mais de 80% da representatividade do mercado nacional, levando assim a necessidade da governança para se manter no mercado e ter um processo de sucessão com harmonia.


Com todo crescimento empresarial, os processos aumentam e os controles internos precisam ser melhorados dando transparência de boa gestão. E, é aqui que a Governança atua para que o crescimento empresarial continue organizado, sistêmico, com base em princípios que visam uma gestão com ética, integridade, justiça, transparência, cumprimento da legislação pertinente, responsabilidade e perenidade.


Implementar um projeto de governança, facilita uma gestão eficiente e eficaz, o valor da empresa aumenta, sua estrutura de risco diminui e é percebida pela sociedade (colaboradores, clientes, prestadores de serviço, investidores etc.)

Desta forma, sugerimos a implementação de seis pilares num projeto de governança. São eles:


1. GOVERNANÇA E ACORDOS: Abordagem da importância dos modelos de acordos e regras internas, estruturação de Conselho, respeitando os valores dos fundadores do negócio, observando as boas práticas de mercado em governança empresarial e familiar, priorizando o relacionamento harmônico entre sociedade, empresa, família, clientes, parceiros comerciais, colaboradores e, a importância de educar, capacitar e formar acionistas, herdeiros, colaboradores, sucessores de sucesso.


2. INOVAÇÃO: Abordagem da importância em para ações que realmente implementem a inovação como diferencial estratégico para a competitividade empresarial. É necessário que a empresa defina responsabilidades, métricas e utilize ferramentas que suportem as equipes para que a inovação seja realmente ações para a mudança de produtos, processos e serviços.


3. CAPITAL HUMANO: Abordagem da importância das informações e oportunidades de capacitação aos colaboradores e que se tornem o ativo importante para empresa se manter competitiva e obter resultados mensuráveis com qualidade e diferenciação.


4. GESTÃO FINANCEIRA: Abordagem da importância modelos de relatórios gerenciais e principais indicadores financeiros e de performance, que proporcionarão uma transparência e agilidade nas tomadas de decisões, otimização das margens líquidas e novos investimentos.


5. MARKETING: Abordagem da importância da definição das ações de comunicação que a empresa utilizará por meio da internet, da telefonia celular e outros meios digitais, para divulgar e comercializar seus produtos, seus serviços conquistando novos clientes e melhorando a sua rede de relacionamentos.


6. GESTÃO COMERCIAL: Abordagem da importância de definir estratégias de venda de produtos e serviços, controlar o padrão de qualidade e informações gerenciais e comerciais, garantir que o funil de vendas se torne uma ampulheta de recomendações.


Ao final da implantação dos seis pilares, certamente a organização estará pronta para o sucesso com:


* Crescimento sustentado com qualidade

* Flexibilidade e controle

* Estrutura organizacional fortalecida

* Sistema funcional de forma integrada

* Políticas claras de sucessão


Concluindo, se você empresário empreendedor quer construir um legado de sucesso e garantir a perenidade de seus negócios, não deixe de implementar a Governança Corporativa. Esta atitude contribuirá para o

desenvolvimento de estratégias inovadoras, conquista dos resultados esperados com responsabilidade e perenidade.


Acredite nisso.


Eni Ferreira Marçal

Conselheira externa de conselhos consultivo e de família, consultora de projetos de gestão e governança corporativa.


Linked in enimarcal










Produtividade nunca é um acidente. Ela é sempre o resultado de um comprometimento com a excelência, planejamento inteligente, e esforço focado.” Paul J. Meyer

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo